5 MOTIVOS (não óbvios) PRA COMPRAR BITCOIN

Finclass – Aprenda finanças com os melhores do mundo: http://bit.ly/ytbcthiago_finclass

Abra sua conta gratuitamente na BISCOINT: https://bit.ly/2VJBpq7

5 MOTIVOS (não óbvios) PRA COMPRAR BITCOIN

No vídeo de hoje, eu vou te mostrar 5 motivos para comprar bitcoin. Por que você deveria (ou não) ter parte do seu patrimônio alocado em bitcoin.

1) Democrático

E por democrático, que quero dizer 4 coisas:

a) Acessível
Dá pra investir com pouco dinheiro. Ele é divisível até a oitava casa decimal. Você pode se expor a ele de forma inteligente mesmo com pouquíssimo dinheiro.

b) Ele é SEU!
Sempre achamos que somos donos do nosso dinheiro. E somos (na maior parte do tempo)

Mas, em alguns momentos da história (especialmente em momentos de instabilidade política/econômica) as pessoas não conseguiram ter acesso ao seu próprio dinheiro.

Foi o caso do Confisco da Poupança no governo Collor.

O Bitcoin é inconfiscável pelo governo, o que te dá uma camada de segurança a mais.

c) Pode ser comprado, vendido, transacionado ou convertido a qualquer hora
Todo sistema de blockchain funciona por meio de um sistema descentralizado e sem burocracia, o que facilita qualquer movimentação desse ativo.

d) Há muitas formas de se expor a ele
– ETFs de criptomoedas;
– Fundos de cripto
– Dá pra comprar diretamente por uma corretora de criptomoedas

2) É um exercício de Humildade e Autoperdão

Não sabemos o futuro. O Bitcoin pode ser uma moeda com aceitação global ou pode ser simplesmente derrotada por outras criptos.

O ponto é, você gostaria de prever o futuro. Todos nós gostaríamos de saber se o Bitcoin vai dar certo ou não. Por isso, a diversificação é a melhor forma mais inteligente de se expor a um ativo com potencial ao mesmo tempo que minimiza os risco no caso de fracasso

Diversificação é um exercício de autoperdão e humildade.
Autoperdão para nos darmos o direito de errar sem sermos muito prejudicados.
E humildade para admitir que até as nossas maiores convicções podem estar erradas.

3) Há um fim no Bitcoin

Todas as moedas globais são controladas pelos governos. Mas, a qualquer momento ele pode simplesmente aumentar a oferta de dinheiro disponível, o que causaria inflação.

Com o Bitcoin, isso não aconteceria. Ele tem um fim e PRONTO. Não podem existir mais de 21 milhões de Bitcoins.

O Bitcoin (BTC) foi projetado em torno do princípio de uma oferta finita. Isso significa que há um limite máximo fixo de quantos Bitcoin podem existir.

No caso do Bitcoin, o limite superior foi estabelecido por seu criador, Satoshi Nakamoto, em exatamente 21 milhões. A consequência disso é que o bitcoin pode ser uma reserva de valor eficiente.

4) Convexidade

– Convexidade: se expor a situações que você tem mais a ganhar do que a perder.
Você perder o que você aplicou, ou pode multiplicar o valor investido em milhares de vezes.

5) Os grandes investidores estão de olho nele

Temos pessoas falando dele (bem ou mal), mas sinal de que o Bitcoin é relevante o suficiente para virar assunto até entre os maiores investidores do mundo.

Opiniões a favor:

Robert Kiyosaki:
“Estou comprando o máximo de Bitcoin que posso, a economia está ferrada”. “Se você quiser apostar contra o dólar, invista em Bitcoin. Se você quer apostar em tecnologia, invista em Ethereum.”

Ray Dalio:
Ele acredita que existe “uma boa probabilidade” que governos proíbam o bitcoin. Ele também disse que o maior risco do Bitcoin é o seu sucesso e que prefere investir em Bitcoin em vez de títulos públicos

Bill Gates:
“Bitcoin é empolgante porque mostra o qual barato ele pode ser. O Bitcoin é, ainda, melhor do que moeda corrente, muito por conta de não existir a necessidade de tê-la fisicamente no mesmo lugar e, em relação às grandes transações, moedas comuns são inconvenientes.”

Opiniões contrárias:

Buffett:
Em 2018, ele disse que o bitcoin era uma “miragem e não uma moeda.” O bilionário chegou a dizer que o bitcoin era “veneno de rato.”

Barsi:
“Eu não invisto no lugar em que não há fundamentos. O bitcoin é uma estrutura sem fundamentos”, disse o bilionário. Barsi ainda criticou o fato de alguém investir na criptomoeda sem saber o que ela representa, qual estilo e as garantias para o investidor. “O bitcoin não existe. Ele é um fantasma que está assombrando os gananciosos.”

Charlie Munger:
“(…) é uma bolha louca, além de ser uma má ideia que atrai as pessoas para o conceito de riqueza fácil, sem muita visão de longo prazo ou um trabalho sério que leve a isso. Essa é a última coisa na Terra que as pessoas deveriam pensar a respeito (…) existem muitas coisas que não vão funcionar para você, descubra o que são elas e as evite o máximo que puder. Neste sentido, uma delas é o Bitcoin…. É uma insanidade total.”

Opiniões em aberto:

Howard Marks:
De início, Marks havia desdenhado do bitcoin por não ter valor intrínseco, mas isso não é um contratempo agora, argumentou ele. Howard Marks muda de ideia sobre o bitcoin: “a demanda está crescendo”.

You May Also Like