ELEIÇÕES 2022 | COMO INVESTIR SEU DINHEIRO ANTES DA BOMBA ESTOURAR

PARTICIPE DA IMERSÃO DO MIL AO MILHÃO: https://bit.ly/ytb_ImersaoMM

Meu Deus! Olha o que aconteceu com a bolsa nas últimas eleições: a bolsa caiu, em média 4,5%. E teve anos que chegou a cair mais de 30%! E agora????

O que esperar da bolsa nesse ano? O que fazer pra proteger o meu dinheiro? Como investir nesse ano? Calma que no vídeo de hoje a gente vai falar sobre tudo isso e te dar uma clareza maior sobre esse ano de caos.

Por que a bolsa sempre oscila em ano de eleição?
– Incerteza: investidores não tem uma direção clara de qual será o futuro do Brasil nos próximos anos;
– Risco Brasil e Custo de oportunidade: um risco mais elevado deveria resultar num maior potencial de retorno. Se os investidores não enxergam isso, eles tiram o seu capital daqui e deixar numa moeda mais seguro e estável (como o Dólar)
– Ruídos e capas de revista: As pessoas precificam os ativos de acordo com as notícias que vão surgindo sobre os candidatos e as perspectivas para o futuro do país.

Agora de forma detalhada, como a bolsa se comporta nas eleições historicamente?

– A primeira eleição do Brasil depois da ditadura militar elegeu o presidente Tancredo Neves. Porém, ele morreu e quem assumiu a presidência foi José Sarney. Durante o ano eleitoral do Sarney houve uma grande oscilação no mercado.

– Esse cenário de oscilação do mercado se repete nas eleições de Fernando Collor de Melo. Quando o Collor sofre um impeachment, ocorre uma transição de poder que resulta em uma oscilação de mercado menor do que a que havia sido observada na eleição do Collor.

– Com a saída do Collor, temos o governo do Itamar Franco onde foi criado o Plano Real. Depois nós temos a eleição do FHC e novamente é possível notar uma oscilação no período eleitoral. Geralmente durante o período eleitoral o mercado passa por uma oscilação negativa, já que ninguém sabe quem vai ganhar as eleições e como será o futuro.

– Essa oscilação para baixo pode ser notada também na eleição do Lula e na reeleição do Lula. Já na transição do Lula para a Dilma, foi a primeira vez que o mercado permaneceu relativamente estável, com uma leve tendência de alta. Na reeleição da Dilma, houve novamente um período relativamente estável no mercado.

Analisando historicamente é possível perceber que os períodos eleitorais no Brasil sempre são acompanhados de oscilações no mercado. Contudo, depois que passa o período eleitoral o mercado geralmente se normaliza e a tendência é o Ibovespa subir.

Para que você possa entender como o Ibovespa variou depois das eleições, confira a linha do tempo:

– Quando o FHC assumiu o segundo mandato, o Ibovespa subiu 66,10% entre dezembro de 1998 a dezembro de 2002.

– Após Lula assumir o mandato em 2003, o Ibovespa teve uma alta acumulada de 294,69% entre janeiro de 2003 e dezembro de 2006.

– Após Lula assumir o segundo mandato em 2007, o Ibovespa teve uma alta acumulada de 55,83% entre janeiro de 2007 e dezembro de 2010.

– Após Dilma assumir seu primeiro mandato em 2011, o Ibovespa teve uma queda de 27,84% entre janeiro de 2010 e dezembro de 2014.

– Após Dilma assumir seu segundo mandato em janeiro de 2015, até o início do processo de impeachment, em dezembro de 2015, o Ibovespa teve uma queda de 13,31%.

– Desde o início do Governo Temer, o Ibovespa subiu 47,48%.

– Após Bolsonaro assumir seu mandato em 2018, o Ibovespa teve uma alta de 24,39% entre janeiro de 2018 até hoje.

E agora em 2022. O que esperar?

Opinião de João Braga sobre essa ano eleitoral: Independentemente de quem vencer a eleição, nunca foi tão fácil prever como o presidente vai se comportar. Tanto o Lula quanto o Bolsonaro já foram presidentes no passado.

O que ele quis dizer:

O que rege o mercado é a relação entre expectativa e realidade.
– Em 2018 a bolsa subiu 14% (quando o Bolsonaro foi eleito) porque o mercado esperava um empenho maior do governo em privatizações e políticas mais liberais no campo econômico. Se isso foi concretizado ou não, não cabe a mim dizer. Mas fato era que o mercado tinha essa expectativa e ele reagiu positivamente.

– Em 2002 a bolsa caiu 13% (quando o Lula foi eleito) porque o mercado tinha uma expectativa de que não seria um governo favorável para políticas mais liberais no campo econômico. Se essa expectativa foi concretizada ou não, também não cabe a mim dizer. Mas fato era que o mercado tinha essa expectativa e ele reagiu negativamente.

– Com base nos eventos passados, espera-se que o Lula não seja radicalmente contra políticas liberais na economia e espera-se que o Bolsonaro também não vai ser radicalmente favorável a essas mesmas políticas liberais na economia. Os 2 tendem para o centro.

E o que fazer com o seu dinheiro? Conto isso no vídeo de hoje 😉

ELEIÇÕES 2022 | COMO E ONDE INVESTIR SEU DINHEIRO ANTES DA BOMBA ESTOURAR
O QUE ESPERAR DA BOLSA E COMO INVESTIR EM ANO DE ELEIÇÃO?

#OPRIMORICO #THIAGONIGRO #ELEIÇÕES2022

You May Also Like